Mostrinha Livre, Especial Para Deficientes Visuais no CCBB Belo Horizonte
Publicado por

Mostrinha Livre, Especial Para Deficientes Visuais no CCBB Belo Horizonte

Mostrinha Livre, Especial Para Deficientes Visuais e Coisas Nossas na programação da 16ª Mostra do Filme Livre, no CCBB Belo Horizonte, entre 03 e 05 de junho

A 16ª Mostra do Filme, até 05 de junho, no CCBB Belo Horizonte, continua fiel à sua missão de valorizar, divulgar e discutir e potencializar o cinema brasileiro. Em sua última semana no CCBB BH, a MFL 2017 exibirá filmes das sessões Mostrinha Livre, Especial Para Deficientes Visuais e Coisas Nossas. Todas as atividades são gratuitas e os detalhes sobre os filmes exibidos em cada dia podem ser encontrados no site www.mostradofilmelivre.com.

A “filhotinha” Mostrinha Livre apresentará, nos dias 03 e 04 de junho, às 14h, oito produções para a garotada em uma sessão de cerca de 40 minutos. A sessão Especial Para Deficientes Visuais, composta por filmes de diretores consagrados como Kleber Mendonça Filho, Daniel Turini e Nilson Villas Boas, com os filmes sendo passados com audiodescrição, acontecerá no dia 05 de junho, às 15h30. Para finalizar, a Coisas Nossas, conhecida como a sessão “dando a cara à tapa”, exibirá também no dia 05 de junho, às 17h, três filmes feitos pelos curadores e/ou produtores da Mostra do Filme Livre. É a chance de o público ver filmes de quem faz a mostra acontecer.

“Há alguns anos a MFL realiza sessões para pessoas com deficiência. Em 2015 fizemos sessão para deficientes auditivos, em 2016 para crianças autistas e este ano pela primeira vez faremos uma sessão para cegos, com os filmes sendo passados com audiodescrição. Serão distribuídas vendas para que os espectadores não cegos tenham a experiência de sentir o filme de outras formas”, explica o diretor da MFL, Guilherme Whitaker.

A 16ª Mostra do Filme Livre conta com cerca de 200 filmes dos mais variados formatos, gêneros e durações, além de homenagens aos realizadores Paula Gaitán e Luiz Paulino dos Santos, este falecido recentemente, aos 86 anos.

Tendo começado no CCBB Rio de Janeiro (de 29 de março a 24 de abril), a maratona também passou por Niterói (05 a 10 de maio, no Cine Art UFF) e seguirá para São Paulo (09, 10 e 11 de junho, na Matilha Cultural), com mini MFLs, além da cidade norte-americana de Boston, em outubro, pela primeira vez na América do Norte.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO:

MOSTRINHA LIVRE

Mostrinha 1 (42 min)

Teatro II, BH – Sábado, 03 de junho, às 14h

“Órion”, de Rodriane DL (PR, 2016, 16min)

Cecília é uma garotinha que ama astronomia. Toda noite ela sai de casa para observar as estrelas, levando sempre sua coleção de lanternas para reproduzir no gramado as constelações que vê no céu. Até que em certo dia algo estranho acontece…

“Lá do alto”, de Luciano Vidigal (RJ, 2016, 08min)

Um menino de oito anos quer ir no alto do morro Dois irmãos para falar com sua avó que já

morreu.

“Astrogildo e a Astronave”, de Edson Bastos (BA, 2016, 18min)

Astrogildo anuncia que o seu novo invento, a Astronave que liga o homem a Deus, voará em um dia. Com a ajuda do garoto Finício, Astrogildo enfrentará seus medos para poder voar.

Mostrinha 2 (41 min)

Teatro II, BH – Domingo, 04 de junho, às 14h

“Fuga do Orfanato”, de Maria Eduarda Rossi de Oliveira (MG, 2016, 08min)

Um menino sofre com o preconceito por ser órfão e encontra uma amizade inesperada.

“Quando pisei em Marte”, de Analu Favretto e Taís Percone (RS, 2016, 04min)

Luiza enfrenta sua primeira missão.

“Eric Acorde”, de Telmo Carvalho (CE, 2016, 07min)

“Eric Acorde” é uma série de animação infantil povoada por personagens e cenários do universo da música e dos sonhos. A cada episódio acompanhamos as aventuras de Eric, um garoto de 10 anos que possui uma caixinha de música mágica. O objeto tem misteriosos poderes que conectam a realidade e os sonhos do menino apaixonado por música. A caixinha se comunica com o garoto, lhe dá conselhos e pode tanto transportá-lo para o mundo dos sonhos quanto trazer de lá elementos para a realidade dele. Juntos, eles precisam impedir que o Pierrô, um ser metamórfico, atrapalhe a harmonia dos Mundos.

“O Caçador de Árvores Gigantes” de Anttonio Pereira (RS, 2016, 09min)

Um menino brincando no quintal de sua casa descobre uma arca enterrada, revelando um segredo: há mais de quinhentos anos, homens vendiam as maiores árvores da terra para os reis dos céus, mas um dia tudo isso parou e nunca mais se ouviu falar dos caçadores de árvores, tudo o que restou foi uma arca com um mapa. O menino, com ajuda de seu amigo Bicho-do- Mato, vai à caça das Árvores Gigantes, que acreditam estarem presas no céu.

“Xavier”, de Ricky Mastro e Eduardo Mattos (SP, 2016, 13min)

Nicolas começa a perceber que a atenção de seu filho Xavier, de 11 anos, não está mais só nas

baquetas de sua bateria, mas se volta também para outros meninos.

ESPECIAL PARA DEFICIENTES VISUAIS (41 min)

CCBB BH | Teatro II – Segunda-feia, 05 de junho, às 15h30

“Noite de Sexta, Manhã de Sábado”, de Kleber Mendonça Filho (PE, 2007, 15min)

Elenco: Bohdana Smyrnova e Pedro Sotero.

Homem encontra mulher.

“Memórias Sentimentais de um Editor de Passos”, de Daniel Turini (RJ, 2006, 16min)

Elenco: Eduardo Gomes, Fernando Sato, Rita Batata e Vinícius Piedade

Seu trabalho era colocar cada pequeno som do passo em sincronia com a imagem. Parecia que isso não o levaria muito longe.

“A Mulher do Atirador de Facas”, de Nilson Villas Boas (SP, 1998, 10min)

Elenco: Carla Camuratti, José Roberto Chachá, Mira Haar, Ney Latorraca e Rosi Campos

O amor é uma faca afiada, que fere, corta, zune veloz com o rumo nem sempre preciso.

COISAS NOSSAS

Coisas Nossas (100 min)

CCBB BH | Teatro II – Segunda-feira, 05 de junho, às 17h

“Lizarb ((A)MASSA)”, de Pedro Dantas (SP, 2016, 16min)

Ensaio Audiovisual satírico e crítico sobre o golpe parlamentar que destituiu a presidenta

Dilma Roussef no Brasil, em 2016.

“Lovejoy”, de Carlos Eduardo Magalhães (SP, 2016, 05min)

A história de um garoto do campo que, após entrar em contato com um cubo alienígena, cresce obcecado em busca de um novo contato com essa força extraterrestre.

“Left over”, de Gabraz Sanna (RJ, 2017, 14min)

O filme parte do encontro com o performer filipino Pepe Dayaw para refletir novas formas de micropolítica através não só da arte enquanto linguagem, mas da expansão de seus conceitos e práticas à esfera cotidiana.

“Ordenha”, de Diana Iliescu (RJ, 2016, 12min)

Jovem garota prefere se alimentar de produtos cosméticos ao invés de viver uma ardente paixão.

SERVIÇO

16ª Mostra do Filme Livre em BH – MFL 2017

Entre 17 de maio a 05 de junho

Local: Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte | Teatro II (100 lugares) e Galeria I (25 lugares)

Endereço: Praça da Liberdade, 450 – Funcionários – Belo Horizonte – MG

Tel: (31) 3431-9400 | ccbbbbh@bb.com.br

Funcionamento: de quarta a segunda, das 09h às 21h.

Datas: 17 de maio a 05 de junho de 2017

Horários: consultar programação

Ingressos: entrada franca

Classificação: consultar programação por sessão

Acesso para pessoas com deficiência: sim

Programação completa da MFL 2017 em http://mostradofilmelivre.com/17

Patrocínio: Banco do Brasil

Programação completa: http://www.bb.com.br/cultura

INFORMAÇÕES AO PÚBLICO

Site: www.bb.com.br

Twitter: twitter.com/ccbb_bh

Facebook: www.facebook.com/ccbb.bh

ccbbbh@bb.com.br

www.facebook.com/mostradofilmelivre/17

Assessoria de Imprensa CCBB BH

Gislane Tanaka de Carvalho – Tel: (31) 3431-9420

gislane@bb.com.br

Bárbara Campos Guimarães – Tel: (31) 3431-9412

barbaracg@bb.com.br

Assessoria de imprensa MFL BH

Vitória-Régia Comunicação & Relacionamento

Helga Campos Prado – Tel: (31) 98632-4429

vitoriaregiacomunicacao@gmail.com; helgacampos@gmail.com

0 0 540 03 junho, 2017 Agenda Cultural junho 3, 2017

Sobre o autor

CEO e Co-fundador da 2/1 Revista Eletrônica, Relações Corporativas, Ombudsman, atuou no Jornal O GLOBO (GRUPO GLOBO), Diário da Tarde (Diários Associados), Pohlig Heckel do Brasil (Grupo Belgo Mineira) e Diretor de Relações Públicas do Rotary Club

Ver todos os artigos por Jean Hausemer

Postagens relacionadas

Artigos recentes

  • Temer nega ter autorizado Rocha Loures a negociar em seu nome
    Temer nega ter autorizado Rocha Loures a negociar em seu nome
  • Moscou registra o mês mais escuro de sua história
  • Carro invade calçadão da praia de Copacabana e deixa feridos
  • Cotação do real em relação ao euro e ao dólar
  • Segurança em foco
  • Meliá lança campanha Super Sale com até 40% OFF em diversos destinos ao redor do mundo
  • Literatura para todos