“Mona Lisa nua” teria sido descoberta na França
Publicado por

“Mona Lisa nua” teria sido descoberta na França

Cultura

Especialistas avaliam se desenho a carvão serviu de esboço para a obra-prima de Leonardo da Vinci. Rascunho pode ser da mesma época e possui características semelhantes às do famoso quadro.

A Mona Lisa de Leonardo Da Vinci é parte do acervo do museu do Louvre, em Paris A Mona Lisa de Leonardo Da Vinci é parte do acervo do museu do Louvre, em Paris

Especialistas avaliam se um desenho de uma mulher nua que se assemelha ao célebre retrato da Mona Lisa teria sido feito pelo próprio autor da pintura original, Leonardo Da Vinci, como esboço para sua obra-prima.

Cientistas do Museu do Louvre, em Paris, onde o famoso quadro está exposto, examinam um desenho a carvão conhecido como Monna Vanna, que teria sido produzido no estúdio do mestre florentino.

O desenho integra desde 1862 uma ampla coleção de arte renascentista do Museu Condé, localizado no Palácio de Chantilly, no norte da capital francesa. Os curadores do museu acreditam que os testes realizados durante um mês no Louvre indicam que o desenho foi, ao menos em parte, feito por Da Vinci.

As análises buscam determinar se o esboço foi feito antes ou depois da Mona Lisa, que foi pintada em algum período após 1503.

“O desenho possui uma qualidade, na forma como o rosto e as mãos estão colocadas, que é realmente extraordinária”, afirmou nesta sexta-feira (29/09) o curador Mathieu Deldicque.

“Observamos algo que foi trabalhado paralelamente à Mona Lisa no final da vida de Leonardo”, afirmou. “É quase certo se tratar de um trabalho preparatório para uma pintura a óleo”, disse, ressaltando a semelhança da obra com a Mona Lisa. Ele aponta que as mãos e o corpo da imagem são quase idênticos à obra-prima de Da Vinci

As proporções do desenho são quase as mesmas da Mona Lisa, e pequenas perfurações em torno da figura sugerem que pode ter sido usada para traçar o contorno da imagem numa tela.

O especialista do Louvre Bruno Mottin confirmou que o desenho é datado da virada século 15 e que seria de qualidade bastante refinada. Os testes revelaram não se tratar apenas de uma cópia de um original perdido.

Mottin, porém, afirma que deve haver cautela antes que a obra seja atribuída a Da Vinci, que morreu em 1519. “O sombreamento no alto do desenho, próximo à cabeça, foi feito por uma pessoa destra. Leonardo desenhava com a mão esquerda”, apontou.

Ele afirma que as análises ainda levarão tempo para serem concluídas. “É um desenho muito difícil de se trabalhar por ser bastante frágil.”

O especialista espera que a identidade do autor da Monna Vanna possa ser a tempo para uma exposição no Palácio de Chantilly que comemorará os 500 anos da morte de Da Vinci, em 2019.

 

Fonte:Deutsche Welle

0 0 470 30 setembro, 2017 2por1, Fique Por Dentro setembro 30, 2017

Sobre o autor

CEO e Co-fundador da 2/1 Revista Eletrônica, Relações Corporativas, Ombudsman, atuou no Jornal O GLOBO (GRUPO GLOBO), Diário da Tarde (Diários Associados), Pohlig Heckel do Brasil (Grupo Belgo Mineira) e Diretor de Relações Públicas do Rotary Club

Ver todos os artigos por Jean Hausemer

Postagens relacionadas

Artigos recentes

  • Temer nega ter autorizado Rocha Loures a negociar em seu nome
    Temer nega ter autorizado Rocha Loures a negociar em seu nome
  • Moscou registra o mês mais escuro de sua história
  • Carro invade calçadão da praia de Copacabana e deixa feridos
  • Cotação do real em relação ao euro e ao dólar
  • Segurança em foco
  • Meliá lança campanha Super Sale com até 40% OFF em diversos destinos ao redor do mundo
  • Literatura para todos