ERALDO FONTINY ESTREIA “GENTE, A LILI SUMIU!”
Publicado por

ERALDO FONTINY ESTREIA “GENTE, A LILI SUMIU!”

O ator Eraldo Fontiny celebra 20 anos de carreira, estreando o espetáculo “Gente, a Lili sumiu!”, montagem que marca também os 15 anos de criação de Lili, sua personagem mais conhecida do público, a menina sapeca e sádica, dona do bordão A minha mãe deixa. O texto é de Caike Luna e, sozinho no palco, sob a direção de Christiano Junqueira, Fontiny se desdobra em vários personagens (Meire Caixeta, Seu Manel, Cynthia e Marcos Paulo), além de Lili, todos criados por ele e que são suspeitos do desaparecimento da menina. A peça estreia no dia 14 de novembro, terça-feira, às 21h, no Cine Theatro Brasil Vallourec.

O desejo de Fontiny de montar um espetáculo existe há muitos anos. “Desde que conheci o Christiano Junqueira, há mais de quatro anos, ele me incentiva em montar o meu monólogo. Fiquei os últimos anos muito focado na Lili, porque ela ganhou muito reconhecimento do público, estourou na internet e na televisão, tendo hoje mais de 1 milhão de seguidores nas redes sociais. Mas eu queria dar também destaque a meus outros personagens, que são tão importantes para mim, assim como ela”, explica o ator 

O pontifical artístico e criativo de Eraldo foi o que motivou Christiano Junqueira a assinar a direção da montagem.  “Estamos diante de um grande ator. Meu papel aqui é incentivá-lo a mostrar ao público o que ele sabe fazer de melhor que é representar. Costuramos bem essa história de mistério que tem como mote o sumiço repentino da Lili para mostrar toda a versatilidade do ator ao interpretar os personagens, utilizando recursos de áudio e vídeo para a troca de cenas”, adianta Christiano Junqueira, também ator, e que assina sua quarta direção de peça teatral. 

O enredo

A inspiração para o enredo da peça surgiu a partir de um episódio “Quem matou Barbosa”, da série TV Pirata, de quem o Eraldo Fontiny é fã desde a infância. “Este episódio ficou muito marcado em minha memória. Queria mostrar ao público meus outros personagens e a forma que encontramos foi unir em um mesmo espetáculo todos em torno de uma mesma história, tendo a personagem Lili como o eixo central do enredo Foi então que convidei o Caike para escrever a peça, tendo o episódio como inspiração”, lembra Fontiny, que também colaborou no texto. 

A personagem Lili é uma criança, tendo a boneca Thamires e o urso Hugo, como seus brinquedos favoritos e confidentes, mas Eraldo Fontiny alerta que o espetáculo não é recomendado para crianças, sendo a classificação indicativa de 14 anos. “Muitas crianças amam a Lili porque ela é realmente muito engraçada. Apresento uma comédia, mas quero também colocar os pais para refletirem sobre a criação dos filhos. A Lili é uma menina sem limites, desbocada, cruel, uma criança que perdeu a inocência, ela é sádica, ela fuma, ela é tudo que uma criança não pode ser e ela sempre diz que a mãe deixou. Assim como muitas crianças que vemos hoje em dia. Hoje, os filhos nascem com celular na mão, têm redes sociais e sabem de tudo o que está acontecendo. É assustador. Com isso, acho que as crianças ficam adultas muito rápido, mas com a idade de criança. Eu gosto de frisar que a peça é para adultos e traz uma crítica importante para os pais que não colocam limites nos filhos”, explica. 

15 anos de criação de Lili

Eraldo Fontiny é graduado em Artes Cênicas, pela UFMG e já atuou em outros espetáculos e integrou por um ano (2016) o Terça Insana, em São Paulo. Ele conta que a personagem Lili foi criada há 15 anos, de forma espontânea, como brincadeira com os amigos atores, voltando de turnês de outro espetáculo. “Na van,  em viagens de apresentações teatrais, ficávamos brincando de inventar vozinhas diferentes. Foi aí que surgiu a Lili. Essa menina cruel, que também tem um pouco de mim”, revela o ator. 

Lili na web:

http://bit.ly/2gR93SJ

Eraldo Fontiny na Web:

Vídeos: http://bit.ly/2gTMmgO

Instagram.com/eraldofontiny

Facebook/eraldofontiny

Demais personagens:

Meire Caixeta

Uma senhora super divertida que, aos 89 anos de idade, não perde a mocidade e busca viver a vida intensamente e garante boas gargalhadas em suas atrapalhadas.

Seu Manel

Um divertido senhor, carinhoso, ingênuo, meio surdo e cheio de manias. Seu Manel conquista o público de todas idades com sua voz e jeito brincalhão e espirituoso.

Marcos Paulo

Um cantor de rock deslumbrado com a fama, que diverte seu público masculino e feminino com seu jeito anedótico e irreverente de ser. É conhecido na internet com seu clipe da música “Princesinhas Recalcadas”. Tenta seduzir seu público feminino e arranca boas gargalhadas do público masculino.

Cynthya

Uma mulher que luta pela moral e os bons costumes da tradicional família mineira. É uma perseguidora assumida do ator Eraldo Fontiny, pois tem o intuito de criticar e acabar com a carreira dele. 

Sinopse – “Gente, a Lili sumiu!”

Lili, a menina que sempre faz o que quer porque “sua mãe deixa”, sumiu misteriosamente. Quem será o responsável por seu sumiço? A hilária e não menos intensa Meire Caixeta o ou ingênuo e atrapalhado Seu Manel? Teria Cynthia, a apresentadora defensora da moral e dos bons costumes algo a ver com isso? Alguns suspeitam que Marcos Paulo, um deslumbrado roqueiro anônimo teria raptado a menina por inveja de sua fama. Assim é “Gente, a Lili Sumiu!”, a divertida comédia interpretada pelo talentoso e versátil ator Eraldo Fontiny, que se desdobra fazendo todos os suspeitos personagens dessa engraçada e imperdível história, além de Lili, a personagem que o consagrou para todo o Brasil.

Ficha técnica:

Elenco: Eraldo Fontiny/ Autor: Caike Luna / Direção: Christiano Junqueira / Cenário: Diego Benicá / Figurino: Jonnatha  Horta / Trilha sonora original: Márcio Monteiro / Iluminação: Juliano Coelho / Vídeo Maker: Serena Mapping / Fotografia: Allec Gomes Programação visual : On Feed Agência Criativa/ Assessoria de imprensa: Luz Comunicação – Jozane Faleiro

Serviço: “Gente, a Lili sumiu!”

Classificação: 14 anos / Duração: 65 minutos 

Data: 14 de novembro de 2017, terça-feira, às 21h

Local: Cine Theatro Brasil Vallourec – Avenida Amazonas, 315 – centro

Ingressos: R$30,00 inteira e R$15,00 meia

Informações:(31) 3201.5211 ou (31) 3243.1964

Datas/Horários: 18 e 19 de novembro, sábado, 21h e domingo, às 19h

Local: Estação Cultural – Shopping Estação BH – Av. Cristiano Machado, 11833 – Venda Nova (BH)

Ingressos: R$32,00 inteira e R$16,00 meia e preço único no sinparc R$15,00

Informações: (31) 3118-9902

Informações para a imprensa: Luz Comunicação – www.luzcomunicacao.com.br 

Jozane Faleiro – 31 992046367 / 31 35676714- jozane@luzcomunicacao.com.br

Wandra Araújo – 31 999645007 – imprensa@jozanefaleiro.com

Biografias 

Eraldo Fontiny é ator (formado em Artes Cênicas pela UFMG), radialista e possui diversos trabalhos realizados em rádio, TV e Teatro. Foi integrante do programa Treme Treme (Canal Multishow) e faz parte do núcleo artístico da rádio 98FM. Criador de vários personagens como a famosa Lili (A minha mãe deixa), conhecida nacionalmente pela internet e programas de TV do Canal Multishow, Pânico na Band e A Praça é Nossa (SBT). Criador dos personagens Seu Manel, Marcos Paulo, Cynthia e Meire Caixeta. Atuou em vários espetáculos, desde 1997. Foi integrante do grupo de teatro “ Terça Insana” (SP) e do espetáculo “Arrasô”  onde foi indicado ao Prêmio Sinparc como Melhor Ator. No cinema, participou do longa metragem “Poltrona 27”, “Os Parças”  “Mais Amor”. Em 2005, foi consagrado com o Prêmio Usiminas/Sinparc na categoria Melhor Ator pela atuação no infantil “Cia. de Palhaços”. Em 2011, foi considerado o Melhor Humorista, no II Festival de Humor de Minas Gerais.

Christiano Junqueira iniciou no teatro em agosto de 2000 e, já em 2001, recebeu o prêmio de Melhor Ator Revelação de Teatro Infantil com a peça “A Roupa Nova do Imperador”. Em 2005, foi premiado como Melhor Ator de Espetáculo Adulto com a peça “Dez Maneiras Incríveis de Destruir seu Casamento” e, em 2009, ganhou novamente o prêmio de Melhor Ator do Teatro Mineiro com o espetáculo “O Marido da Minha Mulher”.  Foi um dos Fundadores do grupo Os Comédia, de stand up comedy, sucesso de público entre 2010 e 2014. Foi semifinalista do 2º RISADARIA e 3º lugar no Campeonato de Stand up Comedy do Tudo É Possível, da Rede Record. Atualmente, é produtor e redator da 98FM e apresenta o Programa 98 Esportes, diariamente, de 8h às 10h Na TV Alterosa (SBT) participa do programa Bola na Área, aos sábados. No teatro, atualmente, produz e atua nos espetáculo “Um solteiro fora de forma”, “60 pra rir – dois é demais” e “Relaxa e Gosta”. 

0 0 660 09 novembro, 2017 Agenda Cultural novembro 9, 2017

Sobre o autor

CEO e Co-fundador da 2/1 Revista Eletrônica, Relações Corporativas, Ombudsman, atuou no Jornal O GLOBO (GRUPO GLOBO), Diário da Tarde (Diários Associados), Pohlig Heckel do Brasil (Grupo Belgo Mineira) e Diretor de Relações Públicas do Rotary Club

Ver todos os artigos por Jean Hausemer

Postagens relacionadas

Artigos recentes

  • Temer nega ter autorizado Rocha Loures a negociar em seu nome
    Temer nega ter autorizado Rocha Loures a negociar em seu nome
  • Moscou registra o mês mais escuro de sua história
  • Carro invade calçadão da praia de Copacabana e deixa feridos
  • Cotação do real em relação ao euro e ao dólar
  • Segurança em foco
  • Meliá lança campanha Super Sale com até 40% OFF em diversos destinos ao redor do mundo
  • Literatura para todos