COMPANHIA NEDERLANDS DANS THEATER (HOLANDA) PELA PRIMEIRA VEZ EM BELO HORIZONTE
Publicado por

COMPANHIA NEDERLANDS DANS THEATER (HOLANDA) PELA PRIMEIRA VEZ EM BELO HORIZONTE

Referência mundial da dança contemporânea, grupo europeu faz turnê pelo Brasil e apresenta três coreografias de seu extenso repertório artístico.

 

Fotos em alta resolução

https://www.flickr.com/photos/arvoredecomunicacao/albums/72157686107976690

 

Belo Horizonte, setembro de 2017 – Com quase 60 anos de história, a Nederlands Dans Theater 2 é uma companhia que criou um estilo único, partindo dos princípios da dança moderna norte-americana alinhada com elementos das artes visuais, música e técnicas de iluminação que dão origem a encenações inovadoras. Liderado por quase 30 anos pelo mágico do movimento, Jurí Kylián, o grupo vem pela primeira vez a Belo Horizonte para única apresentação de um espetáculo que reúne três coreografias inéditas, no dia 7 de outubro, sábado, às 21h, no Grande Teatro do Sesc Palladium. Informações e ingressos pelo site  www.ingressorapidocom.br

O espetáculo, que tem realização do Ministério da Cultura e Governo Federal, compõe a 4ª Edição da Temporada Pólobh que assegura a circulação, em Belo Horizonte, de grandes nomes das artes do Brasil e do Mundo, com produção local da Pólobh, patrocínios do Instituto Unimed-BH, MIP Engenharia e Pottencial Seguradora, viabilizados por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, parceria estratégica com o Jornal O Tempo, promoção exclusiva da Rádio Alvorada e apoio da City Me, Fredizak, HBA, Hotéis Othon, Sou BH, Viver Brasil, além do apoio cultural do Sesc MG.

Sobre o espetáculo

Hoje, sob a direção artística de Paul Lightfoot, o Nederlands Dans Theater 2 é uma das companhias de dança mais requisitadas do mundo, reunindo jovens e excepcionais talentos. O treinamento exaustivo de seus bailarinos e a criatividade de seu diretor artístico, com a preciosa colaboração de Sol Léon, resultam em espetáculos que se destacam pelo cuidado nos mínimos detalhes, mas que nem por isso perdem em encanto e espontaneidade.

A trupe holandesa tem sede em Haia. Apresenta-se anualmente para um público internacional de 115 mil pessoas na Europa, Estados Unidos, Ásia e Austrália. Desde sua fundação, em 1959, essa companhia pioneira, caracterizada pela criatividade, construiu um rico repertório com cerca de 600 balés, assinados por mestres da coreografia como Jiří Kylián e Hans van Manen, por famosos coreógrafos da casa Sol León e Paul Lightfoot, pelos coreógrafos associados Crystal Pite e Marco Goecke, e também por convidados altamente competentes como Johan Inger, Medhi Walerski, Alexander Ekman, Gabriela Carrizo, Franck Chartier, Hofesh Shechter, Edward Clug, e Sharon Eyal & Gai Behar.

Em 1978, o NDT fundou uma segunda divisão para “abastecer” a companhia principal com jovens talentos. Em três anos, o NDT 2 preparou dezesseis bailarinos com formação clássica oriundos de todo o mundo, para o NDT 1. Enquanto a primeira companhia oferece aos bailarinos a chance de desenvolver ainda mais sua personalidade artística, a segunda companhia, NDT 2, oferece um repertório variado, baseado tanto em obras de grandes coreógrafos, quanto de artistas ascendentes como Jiří Pokorný, Edward Clug, Imre van Opstal e Marne van Opstal.

Um dos objetivos do NDT 2 é familiarizar os bailarinos com um léxico de linguagens de dança. O fato de trabalhar com novos coreógrafos fornece aos bailarinos a oportunidade de aprender a reagir rapidamente a diferentes linguagens coreográficas, técnicas e métodos de trabalho. Tudo isto se torna uma rotina diária em sua base em Haia, em ambientes concebidos como centros de criação, avançando constantemente e trazendo uma nova energia à dança contemporânea, tanto na Holanda quanto no exterior.

O inglês Paul Lightfoot estudou na Royal Ballet School em Londres. Juntou-se ao NDT 2 e transferiu-se para o NDT 1 dois anos depois, lá ficando até 2008. Lightfoot começou a coreografar ainda atuando como bailarino e, juntamente com Sol León, criou muitas peças para o NDT. Tornou-se diretor artístico da NDT em 2011.

A espanhola Sol León integrou-se ao NDT 2 após sua formatura na National Ballet Academy de Madri em 1987. Dois anos depois, juntou-se ao NDT 1 e dançou obras-primas de Jiří Kylián, Hans van Manen, Mats Ek e Ohad Naharin. Ela continuou a dançar até 2003, quando decidiu se dedicar integralmente à coreografia. Sol se tornou assessora artística da NDT em 2012.

Sol León e Paul Lightfoot começaram a criar em dupla para o NDT há mais de 26 anos. Juntos ganharam prêmios prestigiosos como os “Benois de la Danse” e o “Herald Archangel”. São coreógrafos residentes do NDT desde 2002 e, juntos, criaram mais de cinquenta balés.

Sobre as coreografias

I New Then

Duração: 28 minutos Coreografia: Johan Inger Música: Van Morrison: Madame George, The Way Young Lovers Do, Sweet Things, I’ll Be Your Lover Too, Crazy Love

Johan Inger leva quatro garotas e cinco rapazes a grandes alturas em músicas de Van Morrison. Não é um grupo em uníssono; brotam indivíduos que se rebelam contra ele, balançando os quadris, caindo uns entre os outros e abrigando-se numa floresta de aço. O trabalho de Inger é bem humorado, fresco e otimista, alternando entre o cômico e teatral e o vulgar e orgânico.

“A coreografia demonstra muita criatividade e as jovens bailarinas desempenham seu papel com grande personalidade.” – De Telegraaf

Sad Case

Duração: 22 minutos Coreografia: Sol León e Paul Lightfoot

Música  Perez Prado: Mambo Nº 8    Perez Prado: Muchachita    Alberto Dominguez: Frenesi   Ernesto Lecuona: Always in my heart    Perez Prado: Caballo Negro     Ray Barretto: Watusi    Trio Los Panchos: Perfidia    Augustín Lara: Maria Bonita

Sad Case foi criado em 1998, quando Sol León estava grávida de sete meses de sua filha. Situa-se como um dos principais pilares da obra conjunta com Lightfoot. Movimentos surpreendentes e fortes, calcados no mambo mexicano, mostram uma busca contínua da tensão entre momentos satíricos e clássicos.

“Engraçado, teatral e emocionantemente humano” – CriticalDance.com (2003)

Cacti

Duração: 27 minutos Coreografia: Alexander Ekman

Música: Joseph Haydn: Sonata Nº V “Sitio” Suíte Die sieben letzten Worte unseres Erlösers am Kreuze, Hoboken XX, 1B; Ludwig van Beethoven: Quarteto para cordas Nº 9 em Dó, op. 59, trecho do Andante con moto quasi allegretto;  Sinfonia em Ré menor “A Morte e a Donzela” IV: Presto – Franz Schubert, arranjado e adaptado para orquestra por Andy Stein;  Joseph Haydn: Allegro do Quarteto para cordas Nº 6, op. 9 em Lá maior

Alexander Ekman denomina-se um “rythm freak”, já que uma de suas marcas é projetar paisagens sonoras contemporâneas. Nesta coreografia, ele usou unicamente música clássica, a partir de um novo arranjo de A Morte e a Donzela de Schubert, criado em conjunto com a Holland Symphonia. Mais ainda: os bailarinos se tornam instrumentos para a orquestra. Ekman lançou mão de todos os bailarinos desafiando o público a refletir sobre o modo como a arte é percebida.

 

“Impressionantemente criativo.” – Evening Standars

 

SERVIÇO:

Nederlands Dans Theater (Holanda)

Local: Sesc Palladium (Av. Afonso Pena, 1.537 – Centro)

Data: 7 de outubro, sábado, 21h

Duração: 120 minutos, dois intervalos de 20 minutos cada.

Classificação etária: Livre

Ingressos: À venda nas bilheterias do teatro ou pelo site www.ingressorapido.com.br

Informações: (31) 3270-8100

Valores:

Plateia I – R$ 150,00 (Inteira) | R$ 75,00 (Meia Entrada)

Plateia II – R$130,00 (Inteira) | R$65,00 (Meia Entrada)

Plateia III – R$ 50,00 (Inteira) | R$ 25,00 (Meia Entrada)

Ingressos à venda nas bilheterias do teatro ou pelo site Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br)

 

Ministério da Cultura e Instituto Unimed-BH apresentam

NEDERLANDS DANS THEATER

Incentivo: Lei Federal de Incentivo à Cultura

Apresenta: Instituto Unimed-BH (Patrocínio Viabilizado pelo Incentivo de Pessoas Físicas)

Patrocínio Local: Mip Engenharia | Pottencial Seguradora

Media Partner: Jornal O Tempo e Rádio Super Notícia

Promoção Exclusiva: Rádio Alvorada

Apoio Cultural: Sesc MG

Apoio: City Me, Fredizak, HBA, Hotéis Othon, Soubh e Viver Brasil

Produção Local: Pólobh

Produção Nacional: Dell’Arte Soluções Culturais

Realização: Ministério da Cultura e Governo Federal, Brasil – Ordem e Progresso

 

 

RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA

Árvore Gestão de Relacionamento – (31) 3194-8700

Direção: Rafael Araújo

Atendimento:

Mariana Castello Branco – (31) 3194-8718 | (31) 97343-1969

mariana@aquitemarvore.com.br

0 0 1190 18 setembro, 2017 Agenda Cultural, Eventos/Moda setembro 18, 2017

Sobre o autor

CEO e Co-fundador da 2/1 Revista Eletrônica, Relações Corporativas, Ombudsman, atuou no Jornal O GLOBO (GRUPO GLOBO), Diário da Tarde (Diários Associados), Pohlig Heckel do Brasil (Grupo Belgo Mineira) e Diretor de Relações Públicas do Rotary Club

Ver todos os artigos por Jean Hausemer

Postagens relacionadas

Artigos recentes

  • A partir de ontem, investimentos em renda fixa e variável poderão ser alvo de penhora online
    A partir de ontem, investimentos em renda fixa e variável poderão ser alvo de penhora online
  • Entorno do TRF4 terá bloqueio ‘aéreo, terrestre e naval’
  • Facebook admite que redes sociais podem ameaçar democracia
  • Mundo tem um novo bilionário a cada dois dias
  • O primeiro ato do ano eleitoral brasileiro
  • Morro da Garça promove XXVI Encontro de Arte e Cultura ao Pé da “ Pirâmide do Sertão” De 24 a 28 de Janeiro de 2018.
  • Próximo a blocos carnavalescos, hotel TRYP Itaim – em São Paulo – estende o horário do late check-out durante o Carnaval