As melhores cidades do mundo para se viver
Publicado por

As melhores cidades do mundo para se viver

Europa emplaca apenas três cidades entre as dez mais do ranking da “Economist”, pelo sétimo ano seguido liderado por Melbourne. Pesquisa avaliou quesitos como estabilidade, educação e segurança.

Australien Melbourne Hafen (picture-alliance/robertharding/J. Schlenker)

Melbourne é a melhor cidade do mundo para se viver, segundo o ranking anual elaborado pela revista Economist e divulgado nesta quarta-feira (16/08). Viena e Vancouver aparecem na sequência, em lista que leva em conta questões como estabilidade, educação e segurança.

As conclusões da EIU em 2017 reforçam ainda mais a liderança da metrópole australiana, que assim segue no topo pelo sétimo ano consecutivo. Outras duas cidades da Austrália aparecem entre os melhores lugares para se viver: Adelaide (5) e Perth (7).

A Alemanha só conseguiu emplacar uma cidade entre as Top 10: Hamburgo, que assim manteve a mesma colocação de 2016. Frankfurt (21), Berlin (23), Munique (24) e Düsseldorf (32) também figuraram na lista.

Segundo o relatório, as cidades mais bem colocadas tendem a ter porte médio e densidade populacional relativamente baixa. “Isso possibilita estimular atividades de lazer, sem levar a altos níveis de criminalidade ou a uma infraestrutura sobrecarregada”, diz o texto.

Viena, agraciada com a segunda colocação, ganhou pontos sobretudo pela baixa criminalidade. Segundo os autores do estudo, a capital austríaca registrou apenas um homicídio no ano passado.

Ao lado de Hamburgo e Viena, Helsinki (9), na Finlândia, foi uma das três cidades europeias a aparecer entre as dez melhores do mundo para se viver.

Na lista de 140 cidades, Damasco, na Síria, ficou em último lugar, antecedida por Lagos (139), na Nigéria; Trípoli (138), na Líbia; e Dhaka (137), em Bangladesh.

Os quesitos analisados foram estabilidade, sistema de saúde, cultura e meio-ambiente, educação e infraestrutura.

Confira a lista das dez mais:

1.         Melbourne (Austrália)

2.         Viena (Áustria)

3.         Vancouver (Canadá)

4.         Toronto (Canadá)

5.         Calgary (Canadá)

6.         Adelaide (Austrália)

7.         Perth (Austrália)

8.         Auckland (Nova Zelândia)

9.         Helsinki (Finlândia)

10.       Hamburgo (Alemanha)

  • Fonte: Deutsche Welle
0 0 560 17 agosto, 2017 2por1, Cultura Organizacional agosto 17, 2017

Sobre o autor

CEO e Co-fundador da 2/1 Revista Eletrônica, Relações Corporativas, Ombudsman, atuou no Jornal O GLOBO (GRUPO GLOBO), Diário da Tarde (Diários Associados), Pohlig Heckel do Brasil (Grupo Belgo Mineira) e Diretor de Relações Públicas do Rotary Club

Ver todos os artigos por Jean Hausemer

Postagens relacionadas

Artigos recentes

  • A partir de ontem, investimentos em renda fixa e variável poderão ser alvo de penhora online
    A partir de ontem, investimentos em renda fixa e variável poderão ser alvo de penhora online
  • Entorno do TRF4 terá bloqueio ‘aéreo, terrestre e naval’
  • Facebook admite que redes sociais podem ameaçar democracia
  • Mundo tem um novo bilionário a cada dois dias
  • O primeiro ato do ano eleitoral brasileiro
  • Morro da Garça promove XXVI Encontro de Arte e Cultura ao Pé da “ Pirâmide do Sertão” De 24 a 28 de Janeiro de 2018.
  • Próximo a blocos carnavalescos, hotel TRYP Itaim – em São Paulo – estende o horário do late check-out durante o Carnaval