Temer determina envio de força-tarefa ao Ceará
Publicado por

Temer determina envio de força-tarefa ao Ceará

BRASIL

Após assassinato de um dos chefes de facção criminosa em reserva indígena cearense, presidente ordena envio de agentes da Polícia Federal e da Força Nacional para combater crime organizado no estado.

Brasilien Strafvollzug Gefängnis in Natal (picture-alliance/dpa/N. Douglas)Agentes da Polícia Federal e Força Nacional fazem parte da força-tarefa

O presidente Michel Temer determinou neste domingo (18/02) o envio de uma força-tarefa formada por agentes da Polícia Federal (PF) e da Força Nacional para combater o crime organizado no Ceará.

O grupo de policiais que integra a força-tarefa é formado por 26 homens da Polícia Federal e dez da Força Nacional e embarcará, às 22h, na Base Aérea de Brasília, para Fortaleza. O ministro da Justiça e Segurança Pública, Torquato Jardim, também viajará para a operação. A força-tarefa vai atuar em conjunto com a Polícia Militar do estado.

Leia também:

Temer anuncia criação do Ministério da Segurança Pública

Governo federal decide intervir na segurança do Rio

Uma dos motivos para o complemento nas ações de segurança que já estavam sendo realizadas no estado é o assassinato do traficante Rogério Jeremias de Simone, vulgo Gegê do Mangue, um dos líderes da facção criminosa de São Paulo PCC (Primeiro Comando da Capital) e que estava foragido.

O corpo de Rogério Jeremias de Simone, um dos chefes máximos do PCC, foi encontrado numa reserva indígena no Ceará, segundo confirmou ao portal de notícias G1 o oficial Marcio Sérgio Christino.

Junto a Gegê estava o corpo de outro membro daquela organização criminosa, Fabiano Alves de Souza, conhecido popularmente como Paca. Os dois foram assassinados na noite de sexta-feira, mas encontrados apenas no sábado.

A polícia está investigando a hipótese de uma execução por parte de um grupo criminoso rival ou de um ajuste de contas dentro do próprio PCC, uma organização poderosa comandada a partir das prisões de São Paulo e com ramificações em quase todos os estados do Brasil e em países como o Paraguai e a Bolívia.

Gegê do Mangue era considerado pelo Ministério Público de São Paulo como o número três da direção do PCC e suspeita que era um dos encarregados por controlar o tráfico de droga no Paraguai.

Fonte:Deutsche Welle 

0 0 800 19 fevereiro, 2018 Fatos fevereiro 19, 2018

Sobre o autor

CEO e Fundador da 2/1 Revista Eletrônica, Relações Corporativas, Ombudsman, atuou no Jornal O GLOBO (GRUPO GLOBO), Diário da Tarde (Diários Associados), Diário do Comércio, Pohlig Heckel do Brasil (Grupo Belgo Mineira) e Diretor de Relações Públicas do Rotary Club.

Ver todos os artigos por Jean Hausemer

Postagens relacionadas

Artigos recentes

  • Japoneses planejam primeiras colônias lunares
    Japoneses planejam primeiras colônias lunares
  • Porsche abandona o diesel
  • “O Homem no Espelho”: Espetáculo musical que reverencia Michael Jackson, em cartaz no Sesc Palladium, dias 26 e 27 de outubro
  • As pesquisas como fator eleitoral
  • Mobilidade urbana não entra no debate de candidatos aos governo de Minas
  • Você decide. E arca com as consequências
  • BRASIL MOSTRA TUA CARA