Serpentinas, espumas e roupas de poliéster podem provocar choques elétricos
Publicado por

Serpentinas, espumas e roupas de poliéster podem provocar choques elétricos

 

Foliões devem ficar atentos para não correrem riscos ao usarem adereços durante o Carnaval

Brasil é sinônimo de Carnaval. Todos querem curtir a folia com muita alegria, tão característica de nosso povo e evidenciada durante a celebração.  Entretanto, o folião deve ter muito cuidado com a rede elétrica antes, durante e depois das festividades. O engenheiro do Grupo Loja Elétrica, Herbert Abreu dá uma série de dicas para não haver transtornos:

  • Nunca jogue produtos, como serpentinas, confetes, fogos de artifício, jatos de água e espuma, em redes elétricas ou equipamentos elétricos, sejam metálicos ou não. A comercialização das serpentinas metálicas está proibida desde 2012, pela Lei Estadual 20.374.
  • Fique longe das redes elétricas, principalmente, ao usar glitter no corpo ou nos cabelos, pois eles conduzem facilmente energia elétrica;
  • Tenha cuidado com montagem e a desmontagem de palcos e percursos de trios elétricos perto das redes elétricas tanto aéreas quqanto subterrâneas;
  • Não ligue aparelhos elétricos, como som, refrigeração e churrasqueiras, próximos a duchas ou piscinas;
  • Não saia do veículo, em caso de colisão com postes elétricos e raios, para se proteger de  choque elétrico se houver cabo partido em contato com o automóvel;
  • Não instale nenhum enfeite próximo à rede elétrica e nem faça ligações clandestinas (gatos);
  •  Tente usar sempre fantasias feitas de fibras naturais, como o algodão, já que as sintéticas (como nylon e poliéster) costumam acumular mais energia estática e são mais inflamáveis;
  • Não tente socorrer as vítimas se houver fio partido. Nesse caso, acione imediatamente o Corpo de Bombeiros (193).

 

Informações para a imprensa:

Hipertexto Comunicação Empresarial

Atendimento: Richard Novaes

  1. 3227-4566 | 31. 98390-2527

richard@hipertextoweb.com.br

0 0 220 08 fevereiro, 2018 Fique Por Dentro fevereiro 8, 2018

Sobre o autor

CEO e Co-fundador da 2/1 Revista Eletrônica, Relações Corporativas, Ombudsman, atuou no Jornal O GLOBO (GRUPO GLOBO), Diário da Tarde (Diários Associados), Pohlig Heckel do Brasil (Grupo Belgo Mineira) e Diretor de Relações Públicas do Rotary Club

Ver todos os artigos por Jean Hausemer

Postagens relacionadas

Artigos recentes

  • Opinião: A guerra pervertida e sem rumo na Síria
    Opinião: A guerra pervertida e sem rumo na Síria
  • O Brasil na imprensa alemã (21/02)
  • Brasil piora 17 posições em índice global de corrupção
  • O Musical da Bossa Nova
  • Meliá oferece até 30% de desconto em hotéis no Caribe para o feriado da Páscoa
  • Souchic: 11 looks estilosos para você arrasar!
  • NEOMANUAL – ENSINO DE ARTE E CULTURA