Queda em Wall Street derruba bolsas europeias
Publicado por

Queda em Wall Street derruba bolsas europeias

ECONOMIA

Europa registra índices mais baixos desde vitória do Brexit no Reino Unido, após Dow Jones despencar em Nova York. Mercados asiáticos também enfrentam perdas.

Após baixa acentuada na abertura do mercado, índice DAX de Frankfurt registrou queda moderada de 1,69% Após baixa acentuada na abertura do mercado, índice DAX de Frankfurt registrou queda moderada de 1,69%

Os mercados de ações em todo o mundo confirmaram a tendência de queda nesta terça-feira (06/02) após o índice Dow Jones, de referência na Bolsa de Nova York, registrar uma queda histórica no dia anterior.

Os investidores temem que uma alta mais agressiva na taxa básica de juros nos Estados Unidos possa repercutir na inflação da economia americana, levando o Dow Jones a desabar 4,6%, até 24.345,75 pontos.

Leia também: Valor de mercado da Netflix ultrapassa US$ 100 bilhões

Os mercados europeus despencaram no início dos pregões, após as fortes baixas registradas nas bolsas asiáticas. O índice da zona do euro Stoxx 50 caiu 1,6%, chegando a 3.046 pontos no início dos pregões após quedas acentuadas nas bolsas de Frankfurt, Paris e Londres.

As quedas nas bolsas europeias foram as mais fortes desde a vitória do Brexit no referendo do Reino Unido, em junho de 2016. O índice FTSE 100 de Londres caiu 3,5% na abertura do mercado, antes de reagir e chegar a 1,8% na metade da manhã.

Alguns analistas, porém, afirmam que não há indicações de pânico nos mercados europeus. O euro chegou ao valor de 1,2405 dólar, registrando valorização de 0,3% em relação à moeda americana.

Na metade da manhã, as bolsas europeias tiveram quedas moderadas.o CAC-40 da Bolsa de Paris apresentava baixa de 1,57%; o DAX de Frankfurt, 1,69%; o FTSE 100 de Londres, 1,61%, o FTSE MIB de Milão, 1,37%; e o IBEX 35 de Madri, 1,55%.

O Stoxx Europe 600, que resume o desempenho de 600 empresas de 17 países europeus, chegou a cair até 369,77 pontos, longe do pico de 403,72 alcançado no dia 23 de janeiro. Horas mais tarde, o índice registrava 375,99 pontos, ou seja, uma queda de 1,57%.

A queda da bolsa de Wall Street, após altas recorde de mais de 20% no ano passado, gerou fortes perdas nos mercados asiáticos. O índice Nikkei 225 apresentou perda de 4,73%, chegando a despencar 7,1% durante o pregão, registrando a baixa mais acentuada desde 2016.

As bolsas da China e Hong Kong apresentaram quedas menos acentuadas. O índice Hong Kong’s Hang Seng caiu 4,32% e o Shangai Composite registrou queda de 3,25.

Fonte: Deutsche Welle

0 0 720 07 fevereiro, 2018 Fatos fevereiro 7, 2018

Sobre o autor

CEO e Fundador da 2/1 Revista Eletrônica, Relações Corporativas, Ombudsman, atuou no Jornal O GLOBO (GRUPO GLOBO), Diário da Tarde (Diários Associados), Diário do Comércio, Pohlig Heckel do Brasil (Grupo Belgo Mineira) e Diretor de Relações Públicas do Rotary Club.

Ver todos os artigos por Jean Hausemer

Postagens relacionadas

Artigos recentes

  • Governo disponibiliza Manual do Usuário Web Geral para auxiliar a inclusão de dados no eSocial
    Governo disponibiliza Manual do Usuário Web Geral para auxiliar a inclusão de dados no eSocial
  • Guilherme Afif Domingos defende micro e pequenas empresas durante encontro realizado pelo Secovi-SP
  • Acordo comercial UE-Japão desafia protecionismo de Trump
  • Após dezembro de 2018, Aneel não será mais responsável pela construção de redes e instalações de energia elétricas do Minha Casa, Minha Vida
  • Em crítica velada a Trump, Obama ataca “políticos valentões”
  • Cientistas dizem que edição genética pode ser eticamente aceitável
  • Ortega ataca bastião opositor na Nicarágua