Ouro histórico para a Alemanha na patinação no gelo
Publicado por

Ouro histórico para a Alemanha na patinação no gelo

ESPORTE

Nos Jogos de Inverno, Aljona Savchenko e Bruno Massot conquistam primeira medalha de ouro olímpica da Alemanha na modalidade pares livres em mais de seis décadas. Dupla venceu a prova por poucos décimos.

Aljona Savchenko e Bruno Massot Savchenko e Massot viveram o momento mais importante de sua carreira nos Jogos de Pyeongchang

Os alemães Aljona Savchenko e Bruno Massot conquistaram a medalha de ouro nos pares livres da patinação artística nos Jogos de Inverno de Pyeongchang na madrugada desta quinta-feira (15/02). Foi o primeiro ouro olímpico da Alemanha na modalidade desde 1952.

Com um verdadeiro show no gelo, a dupla alemã dominou a competição, terminando com 235,90 pontos na classificação geral – somente 0,43 ponto à frente dos campeões chineses Sui Wenjing e Han Cong. Os canadenses Meagan Duhamel e Eric Radford ficaram com o bronze, com 230,15 pontos.

Nascida na Ucrânia, Savchenko conquistou o bronze olímpico em 2010 e 2014 e cinco títulos mundiais com seu antigo parceiro Robin Szolkowy. Ao lado de Massot, nascido na França, ela recebeu uma medalha de bronze em 2016 e uma de prata em 2018, antes de a dupla viver o momento mais importante de sua carreira nesta quinta-feira.

“Este é o meu momento. Nós dissemos que 2018 seria o nosso ano”, afirmou Savchenko. “Somos dois lutadores, nós não desistimos. Mostramos que estamos preparados para a competição olímpica”, acrescentou Massot.

Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional, classificou Savchenko de uma “verdadeira campeã olímpica”.

Esta foi a oitava medalha de ouro da Alemanha em Pyeongchang. Os Jogos de Inverno na cidade sul-coreana vão até o dia 25 de fevereiro.

Fonte:Deutsche Welle 

0 0 720 16 fevereiro, 2018 Acontecimentos fevereiro 16, 2018

Sobre o autor

CEO e Fundador da 2/1 Revista Eletrônica, Relações Corporativas, Ombudsman, atuou no Jornal O GLOBO (GRUPO GLOBO), Diário da Tarde (Diários Associados), Diário do Comércio, Pohlig Heckel do Brasil (Grupo Belgo Mineira) e Diretor de Relações Públicas do Rotary Club.

Ver todos os artigos por Jean Hausemer

Postagens relacionadas

Artigos recentes

  • As últimas cegonhas de Berlim
    As últimas cegonhas de Berlim
  • Opinião: A América se faz menor do que nunca
  • Quanto recebe um refugiado na Europa?
  • Mundo tem recorde de pessoas deslocadas
  • Dobra busca por refúgio no Brasil
  • SKEMA BUSINESS SCHOOL CHEGA AO BRASIL PARA FORMAR EXECUTIVOS GLOBAIS
  • VII Fliaraxá com o tema “Alma, Leitura e Revolução”