Macron quer impulsionar idioma francês na União Europeia
Publicado por

Macron quer impulsionar idioma francês na União Europeia

MUNDO

Presidente da França afirma que inglês é dominante em Bruxelas e anuncia plano para ampliar uso da língua francesa nas instituições do bloco após o Brexit. Líder também quer promover idioma além das fronteiras da Europa.

 Emmanuel MacronMacron quer impulsionar ensino do francês no mundo

O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou nesta terça-feira (20/03) planos para impulsionar o idioma francês e aumentar seu destaque na União Europeia (UE), diante da saída do Reino Unido do bloco.

Em discurso para comemorar o Dia Internacional da Francofonia, Macron disse que o inglês é muito dominante em Bruxelas e prometeu promover o uso do francês nas instituições do bloco e fora dele.

Leia mais: O fenômeno do desaparecimento de idiomas e suas explicações

“Essa situação é paradoxal. O inglês nunca esteve tão presente em Bruxelas, justo no momento em que estamos negociando o Brexit”, destacou. O presidente disse, porém, que não quer agir contra o inglês, mas sim promover o multilinguismo.

Macron afirmou ainda ser a favor de que todos na Europa aprendam duas línguas estrangeiras e ressaltou que a França vai ampliar os esforços para ensinar francês a funcionários europeus. O presidente anunciou ainda medidas para promover o ensino do idioma no exterior, por meio da rede de liceus franceses.

Com 274 milhões de falantes, o francês é o quinto idioma mais falado do mundo, depois do mandarim, inglês, espanhol e árabe. Na internet, trata-se da quarta língua mais usada.

Durante muitos anos, o francês dominou a sede da UE em Bruxelas, mas acabou perdendo espaço para o inglês principalmente a partir de 2004, com a entrada de países do Leste Europeu no bloco.

Fonte:Deutsche Welle

0 0 660 21 março, 2018 Fatos março 21, 2018

Sobre o autor

CEO e Fundador da 2/1 Revista Eletrônica, Relações Corporativas, Ombudsman, atuou no Jornal O GLOBO (GRUPO GLOBO), Diário da Tarde (Diários Associados), Diário do Comércio, Pohlig Heckel do Brasil (Grupo Belgo Mineira) e Diretor de Relações Públicas do Rotary Club.

Ver todos os artigos por Jean Hausemer

Postagens relacionadas

Artigos recentes

  • A morte do sandinismo histórico
    A morte do sandinismo histórico
  • A inflexibilidade alemã
  • VAMP O MUSICAL – COM CLAUDIA OHANA E NEY LATORRACA NO ELENCO
  • Riviera lança álbum “Aquário” no Cine Theatro Brasil Vallourec
  • Inscrições abertas para o curso técnico em enfermagem da Escola Técnica Santa Casa BH
  • Retrato desenhado a mais de 198 anos, por Jean Antoine Felix Dissandes de Monlevade.
  • Arthur Melo faz show de pré lançamento do seu novo disco em BH