Brinquedorias: a arte de pesquisar, inventar e se jogar nas brincadeiras
Publicado por

Brinquedorias: a arte de pesquisar, inventar e se jogar nas brincadeiras

Brinquedorias

Grupo Serelepe apresenta curta temporada do espetáculo Brinquedorias em BH

Nos dias 17, 18, 24 25 de março, o grupo Serelepe (EBA/UFMG) apresenta no Teatro Marília o espetáculoBrinquedorias. A palavra não existe no dicionário, mas foi a melhor forma que Eugênio Tadeu, integrante do grupo, encontrou para dar vida a um projeto de pesquisa, extensão e criação de brincadeiras, com brinquedos e pessoas.

Brinquedorias

Pensado especialmente para o público infantil, o espetáculo também cativa os grandinhos, afinal, a música que é dirigida às crianças também deve tocar o adulto. Reginaldo Santos, Gabriel Murilo e Eugênio Tadeuserelepeiam no palco com brincadeiras tradicionais que não são muito conhecidas, mas foram escolhidas por serem curiosas, instigantes e divertidas. Além de suas belas melodias, elas nos provocam com as suas movimentações pelo espaço e pelas possibilidades de inventarmos moda com elas, durante e após a apresentação.

O espetáculo é fruto do livro CD e DVD que leva o mesmo nome, lançado em 2017. As brincadeiras que estão no livro, e no palco, foram recolhidas no dia a dia de seus integrantes, por meio da memória da infância, da formação profissional e do encontro com brincadeiras do Brasil e de outros países da América do Sul. Elas são apresentadas de forma cênica e musical, valorizando os aspectos sonoros e os movimentos como inspiradores para a performance.

Brinquedorias estreou, de forma preliminar, no 13º Encontro da Canção Infantil Latino-Americana e Caribenha ocorrido em Buenos Aires, Argentina; já passou pelo projeto Garatuja – encontro de arte para crianças, em Contagem, em outubro de 2017; e no programa “Eu, criança no museu” do Memorial Minas Gerais Vale, em novembro do mesmo ano. O projeto conseguiu a aprovação da Lei de Incentivo da FMC. As apresentações nesta curta temporada serão uma mostra de como o espetáculo está sendo elaborado, pois ele passará por transformações ao longo deste ano.

Brinquedorias é uma maneira de colocar à disposição das crianças, jovens, adultos, brincantes e educadores um leque de ações que possa transformar o ensino da arte em uma oportunidade de crescimento.

O Serelepe faz parte do projeto de pesquisa, ensino e extensão “Serelepe brinquedorias sonoras e cênicas”, da Escola de Belas Artes da UFMG, com apoio da PROEX/UFMG e da Rádio UFMG Educativa 104,5 FM, e se dedica à produção artística e à música para crianças desde 2005. Inicialmente, o grupo, que era formado também com a presença de Cris Lima, se reuniu em torno do programa de rádio Serelepe – Uma Pitada de Música Infantil, na rádio UFMG Educativa, 104,5 FM, com os programas veiculados todos sábados e domingos às 9h da manhã. Mais tarde, começou a investir também em oficinas e intervenções musicais. O trio integra o movimento Brasileiro da Canção Infantil e o Movimento da Canção Infantil Latino-Americana e Caribenha (MOCILyC). Já se apresentou em Juiz de Fora, Pedro Leopoldo, São Paulo, Ribeirão Preto, Valparaíso (Chile), Santa Fé e Buenos Aires (Argentina), Montevidéu (Uruguai), Medelín, Bogotá, Melgar (Colômbia), entre outros.

Utilizando o brincar como fio condutor, idealizou em 2010 o sucesso de público Locotoco, inspirado em canções e brincadeiras tradicionais, recolhidas em diferentes regiões do Brasil e de outros países da América Latina. Em 2014, o espetáculo foi registrado em CD.

Ficha técnica

Em cena: Eugênio Tadeu, Gabriel Murilo e Reginaldo Santos.

Concepção e direção: Eugênio Tadeu, Gabriel Murilo e Reginaldo Santos.

Figurinos: Manuela Rebouças e Jonnatha Horta Fortes.

Iluminação: Manuela Rebouças e Gabriel Corrêa

Técnicos de som: Lucas Mortimer e Fernando Braga.

Pré-produção: Francisco Cereno

Apoio logístico: Morgana, Júnia Flor, Vanessa Anício, Patrícia Andrade, Marina Andrade, Luiza Andrade e Daniele Lima.

Produção e assessoria de imprensa: Beth Santos

SERVIÇO

Brinquedorias – Grupo Serelepe  EBA -UFMG

Dias    17, 18, 24 25 de março |   sábado e domingo, às 16 horas
Teatro Marília (Av. Professor Alfredo Balena, 586, Santa Efigênia)
Ingressos: R$12,00 (inteira), R$6,00 (meia)

 À venda na bilheteria do teatro 1 hora antes do espetáculo
Informações para o público: (31) 3277-4697

Assessoria de imprensa – Beth Santos – 31 99123 80

0 0 980 11 março, 2018 Agenda Cultural, Eventos/Moda março 11, 2018

Sobre o autor

CEO e Fundador da 2/1 Revista Eletrônica, Relações Corporativas, Ombudsman, atuou no Jornal O GLOBO (GRUPO GLOBO), Diário da Tarde (Diários Associados), Diário do Comércio, Pohlig Heckel do Brasil (Grupo Belgo Mineira) e Diretor de Relações Públicas do Rotary Club.

Ver todos os artigos por Jean Hausemer

Postagens relacionadas

Artigos recentes

  • Japoneses planejam primeiras colônias lunares
    Japoneses planejam primeiras colônias lunares
  • Porsche abandona o diesel
  • “O Homem no Espelho”: Espetáculo musical que reverencia Michael Jackson, em cartaz no Sesc Palladium, dias 26 e 27 de outubro
  • As pesquisas como fator eleitoral
  • Mobilidade urbana não entra no debate de candidatos aos governo de Minas
  • Você decide. E arca com as consequências
  • BRASIL MOSTRA TUA CARA