Piloto tetraplégico rende Leão de Prata à Globo em Creative Data
Publicado por

Piloto tetraplégico rende Leão de Prata à Globo em Creative Data

Grey também conquistou troféu na categoria; Grand Prix foi dado à case da Whirpool, dos Estados Unidos

Rodrigo Mendes pilotou carro movido a comandos cerebrais (Crédito: Reprodução)

Dar uma volta completa em um autódromo com um carro de Fórmula 1 não é algo inovador. Mas na edição de 2107 do Cannes Lions, esse feito rendeu um Leão de Prata em Criative Data. O motivo é que a pessoa que pilotava o carro não consegue mover nenhum músculo do pescoço para baixo há mais de 27 anos.

Com a proposta de mostrar à sociedade que a inclusão e o respeito as diferenças são essenciais para tornar a vida dos deficientes mais justa, a Globo usou tecnologia e inovação para a gravação de uma das campanhas da plataforma Tudo Começa Pela Respeito. Em março, Rodrigo Mendes – que se tornou uma voz ativa na luta pelos direitos dos deficientes físicos após ter ficado tetraplégico quando tinha 18 anos, por conta de um tiro sofrido em um assalto – foi convidado para voltar a ter a experiência de conduzir um automóvel.

Mais de 100 profissionais – entre engenheiros de tecnologia e mecânicos, além da equipe da emissora – se dedicaram à concepção de um carro de Fórmula 1 movido por comandos cerebrais. O teste de Rodrigo Mendes aconteceu no autódromo Velo Cittá, localizado na cidade de Mogi-Guaçu, em São Paulo. A emocionada reação do piloto ao dar uma volta na pista sozinho no carro deu origem ao filme televisivo, veiculado no Fantástico e nos intervalos de programação da emissora. Veja:


Na opinião do presidente do júri da categoria, o trabalho da Globo mereceu o Leão pela boa aplicação da tecnologia. “O case entrou em discussão porque mostra um uso muito forte de tecnologia bem avançada associada a uma ampla divulgação. A campanha contou com a força da televisão e acabou atingindo uma grande quantidade de pessoas, com forte exposição. Chegamos a avaliar a chance de o case receber um Ouro, mas como nosso júri tem uma quantidade limitada de Leões dourados, tivemos de ser criteriosos. Mas o trabalho tem, de fato, muita qualidade, assim como vários outros do Brasil que foram inscritos na categoria”, elogia Eric Salama, CEO da Kantar, responsável por presidir os trabalhos de Creative Data.

Fonte : m&m / Bárbara Sacchitiello
0 0 790 21 junho, 2017 Mix Informações junho 21, 2017

Sobre o autor

CEO e Fundador da 2/1 Revista Eletrônica, Relações Corporativas, Ombudsman, atuou no Jornal O GLOBO (GRUPO GLOBO), Diário da Tarde (Diários Associados), Diário do Comércio, Pohlig Heckel do Brasil (Grupo Belgo Mineira) e Diretor de Relações Públicas do Rotary Club.

Ver todos os artigos por Jean Hausemer

Postagens relacionadas

Artigos recentes

  • Brexit leva a corrida por passaportes alemães
    Brexit leva a corrida por passaportes alemães
  • Os futuros elefantes brancos da Rússia
  • OBRAS DO MUSEU INIMÁ DE PAULA GANHAM IDENTIFICAÇÃO DIGITAL
  • Dia dos Namorados: Rede Meliá propõe um fim de semana inesquecível em seus hotéis
  • Letícia Sabatella no Sesiminas, com “A Vida em Vermelho – Brecht & Piaf” – 9 e 10/6
  • Sempre Um Papo infantil com Silvana Gontijo – Museu dos Brinquedos – 27/5- domingo -10h30 Hs
  • Ator global se hospeda no Meliá Ibirapuera