JCDecaux deve operar mídia do Metrô paulistano
Publicado por

JCDecaux deve operar mídia do Metrô paulistano

Proposta da multinacional foi eleita a melhor, mas ainda depende de aprovação legal; contrato tem duração de dez anos

Edital prevê a exploração publicitária de todos os espaços das estações e trens das linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 5-Lilás (Crédito: Reprodução)

A JCDecaux deve ser declarada vencedora do processo de licitação promovido pelo Metrô de São Paulo. A multinacional francesa foi avaliada como a detentora da melhor proposta pela companhia de transportes e enviou comunicado informando sobre a vitória no processo. A assinatura final do contrato, entretanto, ainda depende de aprovação legal referente à licitação pública.

O edital prevê a exploração de mídia em quatro linhas do metrô paulistano (Azul, Verde, Vermelha e Lilás) pelos próximos dez anos e tem valor previsto de R$ 339,5 milhões.

A JCDecaux já é a empresa responsável pela exploração de mídia dos relógios de rua da cidade de São Paulo e também pelo mobiliário urbano em diversas outros municípios do País. A multinacional francesa também é detentora do direito de explorar a mídia dos aeroportos Galeão (Rio de Janeiro), de Brasília, Salvador e Natal.

Pelo novo edital do metrô, a JCDecaux fica responsável por implantar, operar, manter e administrar os espaços de mídias nos trens, plataformas, estações e túneis das quatro linhas do metrô. Apenas a Linha 4- Amarela, cuja administração é privada, não faz parte da licitação e é, atualmente, administrada pela Eletromídia.

Suspensão na Justiça

TCE-SP suspende edital de mídia do Metrô

Suspensão na Justiça

Em abril, o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) havia suspendido essa licitação do Metrô por ter considerado o valor do edital “exorbitante” e por ter acusado falhas de documentos que comprovassem a razão do valor estipulado.

Na ocasião, o TCE concedeu dois dias de prazo para o Metrô apresentar sua justificativa e a companhia de transportes declarou que “a concessão da exploração publicitária da rede do Metrô foi precedida de realização de consulta e audiência pública, dando maior transparência ao processo”. O Metrô também afirmou, na época, que já tinha enviado “todos os esclarecimentos ao TCE e aguardava a apreciação do material para prosseguir com a licitação.”

De acordo com a assessoria de imprensa do Metrô, o TCE analisou a justificativa e os documentos apresentados e o processo de licitação foi retomado normalmente.

Fonte:m&m

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo
0 0 1250 29 junho, 2017 2por1, Cultura Organizacional junho 29, 2017

Sobre o autor

CEO e Fundador da 2/1 Revista Eletrônica, Relações Corporativas, Ombudsman, atuou no Jornal O GLOBO (GRUPO GLOBO), Diário da Tarde (Diários Associados), Diário do Comércio, Pohlig Heckel do Brasil (Grupo Belgo Mineira) e Diretor de Relações Públicas do Rotary Club.

Ver todos os artigos por Jean Hausemer

Postagens relacionadas

Artigos recentes

  • PSL oficializa candidatura de Bolsonaro à Presidência
    PSL oficializa candidatura de Bolsonaro à Presidência
  • Forças armadas alemãs consideram recrutar estrangeiros
  • Arthur Melo faz show de pré lançamento do seu novo disco em BH
  • Israel resgata na Síria membros de grupo de socorro
  • BH se rende a “malandra” Anitta – 4 de agosto
  • Irã ameaça EUA com “mãe de todas as guerras”
  • O frio causa desânimo. Mas não é só ele