Flaviana Léo participou do Projeto Uma História na Pele
Publicado por

Flaviana Léo participou do Projeto Uma História na Pele

A atriz, modelo e jornalista mineira Flaviana Léo participou do Projeto “Uma História na Pele” do fotógrafo Mário Chrispim. Segundo Mário Chrispim “Uma História na Pele” é um projeto que tem por objetivo contar por meio de microtextos e imagens o fato que levou as pessoas a realizarem suas tatuagens. Ao fim do projeto, as imagens e histórias selecionadas irão se transformar em uma exposição pública e um e-book.

Do ensaio fotográfico de Flaviana Léo, uma das fotos de destaque é da tatuagem de “minha última rosa” – assim denominada por Flaviana. Tatuagem que ela fez em
homenagem à irmã Cris, que faleceu de melanoma de pele em 2016, aos 42 anos. Flaviana conta que há muitos significados, mas que se lembra de que quando ela tinha 5 anos e Cris, 10 anos – Cris leu o livro “O Pequeno Príncipe” de Antoine de Saint Exupéry para ela. O livro foi muito marcante na infância de ambas, e a rosa, desde então, tornou-se um símbolo muito importante para Flaviana.

“Aos 5 anos, eu recebi os ensinamentos do Pequeno Príncipe como se trata-se de ensinamentos sagrados, a Cris me falava do Pequeno Príncipe o tempo todo, porque era até então a coisa mais preciosa que ela havia lido. Eu ouvia com muita atenção. Aqueles ensinamentos me marcaram desde então.” Revela a atriz.

Flaviana sempre apreciou muito a literatura, lê e sabe de cor muitos poemas e também escreve. Sobre o livro “O Pequeno Príncipe” recita muitas frases e passagens… atualmente, ela acha apropriado trecho “Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.” Mas diz achar difícil escolher, pois são inúmeros os trechos significativos para ela.

Esse ano, após a data em que Cris faria aniversário – Flaviana tatuou uma rosa no local próximo em que Cris teve melanoma de pele (câncer de pele) em homenagem a irmã.
Segundo o Instituto Melanoma Brasil, o melanoma é um câncer de pele maligno que se desenvolve nos melanócitos (células que produzem a melanina, responsável pela
pigmentação da nossa pele, cabelo e olhos). Uma de suas grandes responsabilidades é proteger nosso DNA da ação nociva da radiação emitida pelo sol. A prevenção consiste em se evitar os raios de sol, das 10 às 16h.

O fotógrafo Mário Chrispim está em busca de histórias interessantes de pessoas tatuadas para conclusão de seu projeto.
Contatos: Instagram @mariochrispim
Facebook: Mário Chrispim
Telefone: (31) 99795-4466

4 0 4270 27 outubro, 2017 Agenda Cultural outubro 27, 2017

Sobre o autor

CEO e Fundador da 2/1 Revista Eletrônica, Relações Corporativas, Ombudsman, atuou no Jornal O GLOBO (GRUPO GLOBO), Diário da Tarde (Diários Associados), Diário do Comércio, Pohlig Heckel do Brasil (Grupo Belgo Mineira) e Diretor de Relações Públicas do Rotary Club.

Ver todos os artigos por Jean Hausemer

Postagens relacionadas

Artigos recentes

  • Agência alemã para refugiados acusada de irregularidades
    Agência alemã para refugiados acusada de irregularidades
  • Cotação do real em relação ao euro e ao dólar
  • Campanha contra “detetives da previdência” mobiliza suíços
  • Dez morrem em protestos contra reforma da previdência na Nicarágua
  • Loja colaborativa e aceleradora de pequenos empreendimentos locais, Mooca, lança marketplace online
  • Sempre Um Papo realiza a festa “São Jorge de Rosas e Livros” no dia 23 de abril, na Praça da Liberdade 
  • MINISTÉRIO DA CULTURA E BRADESCO SEGUROS APRESENTAM “CINDERELLA, O MUSICAL”